BEM VINDO AO EVANGELHO BÍBLICO     






Partilhe este Site...

STG - Seminário Teológico de Guarulhos

Portal da Igreja Presbiteriana

UMADGUAR - União das Mocidades da Assembleia de Deus em Garulhos

Ministério de Missões da AD Guarulhos

Faculdade e seminário Teológico da Fé Reformada

Cohen University Theologial Seminary

Discipulado sem fronteiras

ICP - Instituto Cristão de Pesquisa



Total de visitas: 512389
Gratidão: Até aqui o Senhor nos ajudou.
Gratidão: Até aqui o Senhor nos ajudou.

ILUSTRAÇÃO:

Um comerciante amigo do grande poeta Olavo Bilac, queria vender um sítio.

“Amigo, você que sempre me visita e conhece bem meu sítio, poderia redigir um anúncio de venda, para que seja publicado no jornal?”

Aceitando o pedido, com completa disposição, Bilac pegou o papel e redigiu o anúncio:

“Vende-se um lindo sítio, afastado da cidade, onde você vai gozar descanso e felicidade. Tem pomar que o ano todo é o salão onde as aves executam seus gorjeios em sinfonias suaves e as falenas no canteiro, adejam entre os agaves. Tem, no silêncio da noite, a lua mostrando recato, quando a brisa deleitosa embala as plantas do mato e a relva dorme escutando o acalanto de um regato. Sua casa proporciona um conforto permanente e é, pela manhã, banhada nos raios do sol nascente. A varanda, à tarde, tem uma sombra envolvente”.

Terminada a redação do texto, o poeta entregou o anúncio ao amigo. Passado algum tempo se encontraram novamente, quando o poeta perguntou:

“Amigo, vendeu o sítio no valor correspondente?”

O comerciante respondeu:

“Estimado Bilac, nem pensei mais nisso. Quando li aquele anúncio desisti, na mesma hora, de vender o meu paraíso!”.


INTRODUÇÃO:

Muitas vezes, caro leitor, as coisas mais importantes e belas estão bem perto de nós e não percebemos, não valorizamos.

Você já pensou na grandeza do que Deus te deu? Tua vida, tua família, as pessoas que você ama, tua saúde, tuas bênçãos diárias. É verdade que nem tudo (aliás, quase nada) é perfeito, pois ainda estamos nesta terra e Jesus alertou: Tenho-vos dito isto, para que em mim tenhais paz; no mundo tereis aflições, mas tende bom ânimo, eu venci o mundo. João 16:33. Mas ainda são as bênçãos e o cuidado de Deus.

E para completar a grandeza do cuidado de Deus, você é um salvo em Cristo; se o recebeu, o teu nome está no livro da vida e isso sim é perfeito. Você é um escolhido de Deus.


Deus cuida dos seus diariamente. Quantas vezes Ele faz isso e sequer percebemos? Cada vez que “livra” nossas vidas de algo ruim e nem sabemos disso... Quando Daniel orava por Israel, a resposta demorou a chegar. Não sei o que Daniel sentiu, mas tenho a certeza de que ele não entendia por que a resposta demorava. Quando o anjo Gabriel veio com a resposta de Deus, revelou uma coisa surpreendente. Veja:


No princípio das tuas súplicas, saiu a ordem, e eu vim, para to declarar, porque és mui amado; considera, pois, a palavra, e entende a visão. Daniel 9.23.


Daniel orou por mais de três semanas e o anjo diz que a ordem foi emitida no “princípio das tuas súplicas”. Qual a razão da demora?


Mas o príncipe do reino da Pérsia me resistiu vinte e um dias, e eis que Miguel, um dos primeiros príncipes, veio para ajudar-me, e eu fiquei ali com os reis da Pérsia. Daniel 10.13.


O anjo precisou até pedir ajuda para vencer as hostes que o impediam de trazer a resposta. Daniel, por sua vez, não fazia ideia de nada disso. Apenas orava enquanto Deus e seu exército enfrentavam uma batalha para trazer a resposta ao homem de Deus.


Longe de mim, amigo leitor, criar ou extrair conceitos teológicos sobre “batalha espiritual” deste texto. Não mexo nisso nem com uma vara de vinte metros. Quero apenas mostrar que acontecem coisas ao nosso redor que nem imaginamos e, todos os dias, o Senhor Deus está agindo em nosso favor.

Quantas vezes somos ingratos, não é mesmo?

Sem falar nas diversas situações que nós mesmos criamos e mesmo assim, é Deus quem aparece para nos livrar das consequências de nossos próprios atos.

Acho que estamos vivendo dias nos quais não precisamos viver um monte de milagres. Os milagres já estão aí. Nós mesmos, os salvos, o somos.

O que precisamos de verdade nestes dias é aprender a agradecer ao Senhor.

Vamos ler um texto bíblico:


LEITURA:

1 Samuel 7.2-14 E sucedeu que, desde aquele dia, a arca ficou em Quiriate-Jearim, e tantos dias se passaram que até chegaram vinte anos, e lamentava toda a casa de Israel pelo Senhor. Então falou Samuel a toda a casa de Israel, dizendo: Se com todo o vosso coração vos converterdes ao Senhor, tirai dentre vós os deuses estranhos e os astarotes, e preparai o vosso coração ao Senhor, e servi a ele só, e vos livrará da mão dos filisteus. Então os filhos de Israel tiraram dentre si aos baalins e aos astarotes, e serviram só ao Senhor. Disse mais Samuel: Congregai a todo o Israel em Mizpá; e orarei por vós ao Senhor. E congregaram-se em Mizpá, e tiraram água, e a derramaram perante o Senhor, e jejuaram aquele dia, e disseram ali: Pecamos contra o Senhor. E julgava Samuel os filhos de Israel em Mizpá. Ouvindo, pois, os filisteus que os filhos de Israel estavam congregados em Mizpá, subiram os maiorais dos filisteus contra Israel; o que ouvindo os filhos de Israel, temeram por causa dos filisteus. Por isso disseram os filhos de Israel a Samuel: Não cesses de clamar ao Senhor nosso Deus por nós, para que nos livre da mão dos filisteus. Então tomou Samuel um cordeiro de mama, e sacrificou-o inteiro em holocausto ao Senhor; e clamou Samuel ao Senhor por Israel, e o Senhor lhe deu ouvidos. E sucedeu que, estando Samuel sacrificando o holocausto, os filisteus chegaram à peleja contra Israel; e trovejou o Senhor aquele dia com grande estrondo sobre os filisteus, e os confundiu de tal modo que foram derrotados diante dos filhos de Israel. E os homens de Israel saíram de Mizpá; e perseguiram os filisteus, e os feriram até abaixo de Bete-Car. Então tomou Samuel uma pedra, e a pôs entre Mizpá e Sem, e chamou-lhe Ebenézer; e disse: Até aqui nos ajudou o Senhor. Assim os filisteus foram abatidos, e nunca mais vieram aos termos de Israel, porquanto foi a mão do Senhor contra os filisteus todos os dias de Samuel. E as cidades que os filisteus tinham tomado a Israel foram-lhe restituídas, desde Ecrom até Gate, e até os seus termos Israel arrebatou da mão dos filisteus; e houve paz entre Israel e entre os amorreus.


CONTEXTO

O povo de Israel passara anos de frieza e estagnação espiritual nos dias do sacerdote Eli. Enfrentava uma guerra de décadas contra os filisteus na qual levava sempre a pior. Em uma destas, a arca de Deus foi roubada e com ela a honra, a dignidade e a coragem do povo. Uma vez recuperada a arca nos dias de Samuel, um milagre de Deus está prestes a acontecer através deste homem. Ao redor deste milagre vamos encontrar atitudes do povo que convergiram para a intervenção divina. Vamos ver?


Versículo 2:

“E sucedeu que, desde aquele dia, a arca ficou em Quiriate-Jearim, e tantos dias se passaram que até chegaram vinte anos, e lamentava toda a casa de Israel pelo Senhor”.


Quando a situação do povo estava mais complicada, decidiram unir-se (toda a casa) e suplicar ao Senhor.

É verdade que esta primeira súplica não veio acompanhada de uma atitude de purificação (que Samuel trará em pouco), mas ainda assim eles buscaram a solução no lugar certo: em Deus. Não houve orgulho.

Na verdade, nós precisamos imitar esta atitude. Quantas vezes ouço alguém dizer: “pastor, já tentei de tudo e nada muda”. E, ao investigar a fundo, descubro que ela não tentou o óbvio: quebrar o orgulho, a prepotência, o ego e cair de joelhos na presença do Pai.

Se queremos solução precisamos buscar quem tem a solução.


Versículo 3

Então falou Samuel a toda a casa de Israel, dizendo: Se com todo o vosso coração vos converterdes ao Senhor, tirai dentre vós os deuses estranhos e os astarotes, e preparai o vosso coração ao Senhor, e servi a ele só, e vos livrará da mão dos filisteus.


Samuel convida o povo a uma atitude prática que corrobore os pedidos em oração: a purificação.

Certa vez ministrei em uma igreja cuja temática da reunião era “tudo muda se você mudar”.

É tirar do coração aquilo o que ocupa o lugar de Deus, como o orgulho, a mágoa, a malícia, a desconfiança, a cobiça, a ganância, pois estas coisas não são do Pai, mas do mundo e quem ama o mundo, o amor do Pai não está nele.

Samuel que conhecia muito bem o pecado do povo fala de um avivamento prático, de atitude e o povo, por sua vez, aceita a palavra do homem de Deus:

Versículo 4: Então os filhos de Israel tiraram dentre si aos baalins e aos astarotes, e serviram só ao Senhor.


A verdade é que nós sabemos o que temos de fazer. Ouvimos pregações, estudos, temos a Bíblia ao nosso inteiro dispor. Mas, será que estamos dispostos? Ou será que a Palavra de Deus é apenas filosofia? Apenas promessas ou versos bonitos?

Outra frase que ouço bastante é essa: “Não aguento mais ouvir pregações! Elas não fazem nada por mim”. Mas aquilo o que você tem ouvido você tem praticado? Quando Deus fala com você, você ouve? Você vive? Caso contrário, não tem como as coisas mudarem.

O escritor do apocalipse diz:

Bem-aventurado aquele que lê, e os que ouvem as palavras desta profecia, e guardam as coisas que nela estão escritas; porque o tempo está próximo. Apocalipse 1.3


É bom ler. É bom ouvir. É bom guardar. Ou seja, leia, ouça, mas também pratique esta palavra. Aí sim as coisas vão mudar.


Versículo 6

E congregaram-se em Mizpá, e tiraram água, e a derramaram perante o Senhor, e jejuaram aquele dia, e disseram ali: Pecamos contra o Senhor. E julgava Samuel os filhos de Israel em Mizpá.


Não é apenas causa e consequência, quer dizer, não é fatalismo existencialista.

Tenho sim que mudar minhas atitudes, mas isso principalmente em relação a Deus. Para viver o milagre, o povo de Deus confessou seus pecados. O problema é que, como disse Raul Seixas “é sempre mais fácil achar que a culpa é do outro”. Meu esposo, minha esposa, meu filho, meu pai, meu patrão, meus amigos... O homem precisa reconhecer sua condição de pecado, quebrar seu coração diante de Deus e então desfrutar das bênçãos e promessas dEle.

Quando agimos como o povo de Israel e deixamos de justificar a nós mesmos (afinal não há nenhum justo sequer) e confessamos nossos pecados: merecemos! Somos errados! Deus é santo e nós pecadores!

Nesse momento, a ação miraculosa vem do Alto. Mas não foi tudo fácil ou mágico. Veja:


Versículo 7

Ouvindo, pois, os filisteus que os filhos de Israel estavam congregados em Mizpá, subiram os maiorais dos filisteus contra Israel; o que ouvindo os filhos de Israel, temeram por causa dos filisteus.


Os israelitas tiveram medo do cerco filisteu.

Segundo um de meus escritores favoritos, ter medo é ter fé nos sentidos, nas circunstâncias. É acreditar naquilo o que estamos vendo.

Mas, ainda assim, é natural ter medo. O que não podemos é entrar em desespero, afinal, temos Deus.

Os irmãos tiveram medo, mas não entraram em pânico. Buscaram apoio na melhor pessoa terrena que poderiam: no homem de Deus.

Versículo 8: Por isso disseram os filhos de Israel a Samuel: Não cesses de clamar ao Senhor nosso Deus por nós, para que nos livre da mão dos filisteus.


Entenda que, mesmo sendo humanos e limitados, os pastores e líderes são escolhidos por Deus para cuidar de Seu rebanho. Em sua limitação, eles podem nos ajudar. E aqui, valeu mesmo a pena, pois Deus o escutou e respondeu:

Versículo 9: Então tomou Samuel um cordeiro de mama, e sacrificou-o inteiro em holocausto ao Senhor; e clamou Samuel ao Senhor por Israel, e o Senhor lhe deu ouvidos.


Quando tiver medo, quando fraquejar, busque ajuda no meio do teu povo, no meio dos teus irmãos. Procure gente boa, gente crente. Procure quem possa te ajudar a procurar a Deus.


Versículo 10

E sucedeu que, estando Samuel sacrificando o holocausto, os filisteus chegaram à peleja contra Israel; e trovejou o Senhor aquele dia com grande estrondo sobre os filisteus, e os confundiu de tal modo que foram derrotados diante dos filhos de Israel.


A atitude foi do povo, mas a batalha foi de Deus. O milagre foi genuíno e apropriado, pois resolveu um problema de mais de vinte anos e de uma vez por todas.


Versículo 12

Então tomou Samuel uma pedra, e a pôs entre Mizpá e Sem, e chamou-lhe Ebenézer; e disse: Até aqui nos ajudou o Senhor.


Samuel reconhece que foi Deus quem deu a bênção, que a vitória só foi possível graças à intervenção do Alto.

Deus espera isso de nós: dependência, oração, comunhão, amizade, gratidão. Deus quer fazer parte de nossas vidas, de nossos problemas e de suas soluções. Quer estar conosco a cada tijolo de nossas construções.


Mas Samuel estava errado em uma coisa: Versículo 13

Assim os filisteus foram abatidos, e nunca mais vieram aos termos de Israel, porquanto foi a mão do Senhor contra os filisteus todos os dias de Samuel.


Não foi só “até aqui” o milagre e a ajuda de Deus. Na verdade, os filisteus nunca mais atacaram Israel nos dias de Samuel. E mais do que isso: Ele restaurou à nação aquilo o que ela havia perdido nos dias e Eli

Versículo 14: E as cidades que os filisteus tinham tomado a Israel foram-lhe restituídas, desde Ecrom até Gate, e até os seus termos Israel arrebatou da mão dos filisteus; e houve paz entre Israel e entre os amorreus.


Deus restaurou as cidades perdidas, a harmonia perdida, a alegria de servir a deus que se havia perdido, o dom de Deus que se havia perdido e a paz do Senhor na vida de seu povo.


CONCLUSÃO

Não viva na opressão dos inimigos de Deus. Deixe de lado o orgulho e confesse teus pecados perante o Senhor. Entregue tudo nas mãos dele e a tua vida estará em boas mãos.

Quando tiver medo, lembre-se dos homens de Deus. Lembre-se de Jesus.

Se chorar, aproxime-se dele. Se precisar e mesmo quando não precisar, esteja junto dele, pois não deixará faltar o pão de cada dia, a comunhão de cada dia, o cuidado de cada dia, a harmonia no lar e a paz de cada dia até que este dia seja um dia eterno na presença dele na Nova Jerusalém.

topo